31.8.08

001 a 110 - Coisas que não poderemos esquecer...

110. Da Pista de Patinação do Aero Club.
109. Do movimento da galeria do "Barão do Rio Branco".
108. Das compras na "Love Boutique".
107. Do 7 de Setembro, hoje UNP, na Rua Seridó.
106. Dos shows no Palácio dos Esportes.
105. Dos cursos de datilografia na lateral do Instituto Brasil ou no Senac.
104. Do Instituto Brasil na rua José Pinto.
103. Dos lanches nas Lojas 4400 onde ia andar de escada rolante logo que inaugurou.
102. Das madrugadas no "Passaport".
101. Do Caldo de Cana Orós na Rio Branco, perto de Nazí.
100. Das festas de São João do Neves, Marista, ED e Salesiano, e ainda das ruas Ângelo Varela e Jaguarari.
099. Dos Jogos Estudantis para onde ia torcer fervorosamente por seu colégio?
098. Dos Paqueras circulando no Palácio dos Esportes.
097. Dos picolés Big Milk. Especialmente o creme holandês.
096. Da "Festa do Caju" da Redinha.
095. Do caldo de mocotó e da 'paquera' no Pé do Gavião.
094. De que fazia parte de alguma turma de rua.
093. De que se freqüentava todos os "arrastas" e festinhas "americanas".
092. De que ia para o centro da cidade nas noites de dezembro.
091. De que dançava de rostinho colado.
090. De que as muitas meninas "botavam macaco" quando dançava.
089. De que frequentou o ABC, Hippie Drive-in e Piri-Piri.
088. De que frequentou o Bar Postinho.
087. De que frequentou a Sorveteria Belém.
086. De que frequentou a Casa da Música.
085. De que lanchou no Barramares.
084. Das matinês de domingo no Aero Club, com o Impacto 5.
083. De que frequentou o Caravelas Bar (Bar do Flauberto).
082. Das discotecas do América e da AABB, nos "Embalos de Sábado à noite".
081. Dos carnavais no América, AABB, Aero Club ou Palácio dos Esportes.
080. De que fazia parte de algum bloco carnavalesco.
079. Do corso na Av. Deodoro em dias de carnaval, nos Jipes sem capota.
078. De que ter um lança perfume no Carnaval era uma glória.
077. De que chorou assistindo "Marcelino Pão e Vinho" e "La Violetera".
076. Dos pileques na Palhoça, depois Casa da Maçã.
075. Dos seriados no Rex, São Luiz ou São Pedro.
074. Do trabalho que dava para assistir filmes "pornôs.
073. Do Vesperal dos Brotinhos na Radio Poti.
072. De C... de Ouro, Rosa Negra e Velocidade, patrimônios de Natal.
071. De que era "piolho" do "Quem-me-quer" na Praia dos Artistas.
070. Das "umas e outras" no "Sinus bar" observando os surfistas.
069. Da "La Prision " nas matinês do domingo (comeu pipoca com coca-cola?)
068. Do Centro Cearense.
067. Das festas na Rampa.
066. Do "Bier House".
065. Da Confeitaria Mirim na João Pessoa, cujo proprietário era João.
064. Dos pegas no Stop e depois no Tobs.
063. Do delicioso caldinho de feijão na "Tenda do Cigano".
062. Da "Royal Salut" no Reis Magos.
061. Da "Transamazônica", na Praia do Forte? (sexo ecológico e com Maruin picando a bunda)
060. Da "Apple", depois "Augustus" e do "Club Set".
059. Do Striptease , na boate do Ducal.
058. Dos ensaios para o carnaval dos ''Deliciosos na Folia'' onde hoje é a Telemar.
057. Das lutas de Takeo Uono, Waldemar e Bernadão no ringue onde hoje é o IPE.
056. Da ajuda do enfermeiro Cicero Calú na Rua Princesa Isabel para "curar" as doenças venéreas.
055. Das 'pinicas' na Lagoa Manoel Felipe ou Praça Pedro Velho.
054. Do "Boliche", na Praia dos Artistas.
053. Das horas que passava no Ktikero bebendo a cerveja mais gelada da cidade e ouvindo as mentiras de "Bigode".
052. Do "Iara Bar".
051. Dos banhos nos tanques na Praça Pedro Velho.
050. Da galera da "Bodega da Praça".
049. Do Restaurante do Hotel Samburá.
048. Do Xique-xique... lá no posto São Luis da Av. Salgado Filho.
047. Do SCBEU com seus cursos de Inglês...
046. Da saída das meninas na Escola Doméstica, Auxiliadora ou Colégio da Conceição.
045. Das corridas de kart nas tardes de domingo, no pátio da Ceasa ou na Rampa...
044. Da freqüencia que tinha a boate da Rampa...
043. Do sorvete de Seu Louro na porta do colégio...
042. Do Cachorro Quente de Salada que ficava na calçada da padaria em frente ao Colégio Marista.
041. Da Praia do Forte nas férias e fins de semana...
040. Da "Banana split" com a turma no Gimi Lanche na Rua João Pessoa.
039. De dançar o Vira, cheio de mé!
038. Das missas no Auxiliadora, Santa Terezinha e Catedral para na verdade 'paquerar'.
037. Da inesquecível cartola da lanchonete da Casa Costa em frente ao Rex.
036. Das vitaminas de frutas do Bom Lanche.
035. De Maria Mula Manca e da Embaixatriz Severina.
034.Das sessões de Cine de Arte no Cinema Rio Grande nas manhãs de domingo...
033. Dos blocos de alegoria pelas ruas da cidade - Plebe, Saca-Rolha, Ressaka, Baculejo, Arrocho, Jardineiros, Puxa-Saco, Jardim de Infância, ....
032. Das fotos que tirou com "Deodato", nos jogos do Palácio dos Esporte, Ginásio do Atheneu, Escola Técnica ou Salesiano...
031. Das fotografias 3/4 e posters com Rodrigues.
030. Das ''fotos para a posteridade'' com Jaeci Emerenciano Galvão.
029. Das torcidas pelo Atheneu, Marista, 7 de Setembro, Escola Industrial, ou por outro colégio nos Jogos Estudantis.
028. Das 'horas' que ficava na saída do colégio, de preferência na calçada, esperando a paquera?
027. Do aprendizado e descoberta do prazer do sexo com as meninas da Boite Arpege, Ideal, etc.
026. Do pavor que tinha de passar perto do Beco da Quarentena com medo de pegar gonorréia.
025. De tomar banho no Rio Potengi perto do Sport ou do Náutico.
024. De que tinha um sonho: um dia ter cacife para ir à Boite de Maria Boa?
023. De que frequentou a "casa de recursos" dos coqueiros na Ribeira com as Rocas.
022. De que visitava o cabaré de Otavio ou o de Inês.
021. De que nega até hoje que um dia foi ao apartamento de Epifânio no 1º andar da Casa Rio.
020. De que nega que foi pelo menos uma vez tomar 'Caldo de Anjo' no Arapuca de Jesiel, pertinho da Praça Gentil Ferreira.
019. De que começava a beber com uma de Conhaque Castelo com Coca-ColaCola para ficar logo no 'grau' e economizar.
018. Do medo que tinha das turmas da Camboim e da Tabica.
017. Das calças que mandava fazer calças e camisas de Martins na rua Felipe Camarão.
016. Da palhoça - vizinho ao Rio Grande.
015. Do Vipinho na Rua. Princesa Isabel
014. Da Toca do Chicão
013. Do caranguejo do É Nosso, além de Bar de Cãindão e do Círculo Militar em Areia Preta.
012. Do Tirraguso e Trapiche na Praia do Meio
011. Do Bar da Apurn - na Ponta do Morcego
010. Do Bar Oasis
009. Da Galinha da Mãe
008. Da Carne de Sol do Lira e do Marinho.
007. Do Bar Minhoto - em frente ao Nordeste
006. Do Bar Dia e Noite - com o velho e simpático garçon Gasolina
005. Dos sorvetes da Confeitaria Ateneu com Severino.
004. Do professor Saturnino e do Curso Pitágoras do prof. Evaldo.
003. De Pedrinho Mendes e Sueldo no "Boteco", cantando no "Boca da Noite", e no "Antigamente".
002. Do Libertè e Boate 775.

001. Da "Ki Show" na João Pessoa.
.


5 comentários:

Getulio Jucá disse...

-Dos "FESTIVAIS DE MÚSICAS" no Palácio dos Esportes, com a presença de The Jetsons, Impacto 5, Os Vândalos, etc.
-Dos Pic-nics em Ponta Negra e Pirangi.
-Dos jogos escolares no Silvio Pedroza e Palácio dos Esportes.
Das competições de natação no CAMANA e AEROCLUBE.
-De ir ver os lançamentos de foguetes da Barreira do Inferno, lá na estrada de Piúm.
-Das costumeiras trocas de gibis que acontecia nas calçadas dos cinemas REX, RIO GRANDE, POTY, SÃO PEDRO e São LUIZ.
-Do filme "OS DEZ MANDAMENTOS", que de tão longo tinha o inesquecível intervalo para se fazer "uma boquinha".
-Das aulas do Prof. William (o Bacurau) no Ginásio 7 de Setembro e particular.
-Das quadrilhas de São João da Cirolândia.
-Da "Casa Rubi", "CASA RÉGIO", "CANTINA LETIERE", "LIVRARIA E PAPELARIA WALTER PEREIRA".
-Do Guaraná Dore e do Grapette, comprados na grade direto na fabriga do Sr. Walter Dore.
-Do medo da "Viúva Machado" e da "Tintureira".Quem não tinha????

Arilza disse...

Esse blog é tudo de bom!Me encanto com tantas lembranças maravillhosa!Me vejo andando por Natal, principalmente na minhajuventude.Muito obrigada por nos possibilitar esses passeios no tempo.E se recordar é viver, Natal de Ontem é responsável por muitas vids. Um grande abraço
Ailza, seguidora apaixonada por ese blog

milton disse...

Eu saia de férias e, de Aracaju ia p,ra Natal nos anos 80 (deveia ter ido nos anos 60) eno histórico logradouro da Ribeira era a minha diversão, inclusive, aqui falando na buate Arpege, num prédio q hj deve está em ruinas e q deveia ter conservação, pois vi fotos de 1941 no interior da buate, com marinheiros pintando na área e mulheres. A Ribeira não deveria ter discrimiação, pois foi onde Natal nasceu. Dizer q foi palco de orgias no passado, foi, mas, é histórico.

Anônimo disse...

Natal de Ontem, de Hoje e de Nossas Vidas!
Hélio Rodrigues dos Anjos

Murilo disse...

Legal reviver todos esses momentos novamente. Gostaria de lembrar também do nosso colégio Ginasio São Luis do saudoso padre Eymard na qual estudei por um bom tempo..