26.5.09

Noilde Pessoa Ramalho


Exemplo de dedicação ao ensino, símbolo vivo de um modelo educacional, Noilde Pessoa Ramalho nasceu em Nova Cruz, RN, em 1920.Fez os estudos primários em Natal e foi aluna da Escola Doméstica, onde, a partir de 1940, passaria a lecionar. Em 1945, foi nomeada diretora em terras natalenses. Desde então, a professora Noilde permanece no cargo que assumiu com apenas 25 anos de idade.Em seus primeiros anos, a escola foi dirigida por diretoras estrangeiras e seguiu fundamentos básicos europeus, mais precisamente suíços. A partir de 1945, o seu ensino começou a ter adaptações gradativas, em busca de padrões brasileiros, graças principalmente ao discernimento e à sensibilidade de Noilde Ramalho.À frente da Escola Doméstica, Noilde vem imprimindo, há mais de meio século, a marca da eficiência, do trabalho, do amor ao ensino. Entre outras realizações, inaugurou o pavilhão de puericultura, fundou a Associação das Ex-alunas, revalidou o curso doméstico de nível colegial, construiu um parque esportivo com ginásio coberto, quadras de vôlei e basquete, piscina e pista de atletismo, construiu e instalou a Biblioteca Auta de Souza, o Centro de Ciências Juvenal Lamartine e um teatro escola com capacidade pra 300 pessoas. Mais recentemente, criou a Faculdade Natalense para o Desenvolvimento do Rio Grande do Norte, com cursos de Direito e Administração de Empresas.“Noilde Ramalho exerce a sua função como se estivesse no primeiro ano de atividades. E confessa o seu entusiasmo. Assim é que está sempre imaginando e realizando novas melhorias [na Escola Doméstica], porque entende que a educação é um processo de mudança e aperfeiçoamento.”“A Escola Doméstica mudou a vida da mulher do Rio Grande do Norte em sua identidade civil. Ao formar moças das décadas primeiras deste século, com uma educação esclarecida do seu papel como personagem transformadora da sociedade, a Escola inovou. Inovou, incomodou e persistiu.”A história da Escola Doméstica de Natal confunde-se com a biografia de Noilde Ramalho, Dona Noilde para todos, e vice-versa. (Garibaldi Alves)

3 comentários:

Lívio Oliveira disse...

Gostei das novidades no blog, Neto!
Abraço!

Iracema disse...

Dona Noilde, minha mãe, Teresa de Azevedo Dantas (Teca), filha de José Paulino Dantas, foi sua aluna na Escola Doméstica de Natal, nos anos 50. Guardo, com carinho, o diploma dela. Ela está com 85 anos e mora em Jaraguá, Goiás.

Parabéns por tudo que você fez pela educação no Rio Grande do Norte.

Mary disse...

Neto, valeu sua visita no meu blog. Também, passei a ser sua seguidora. O blog NATAL DE ONTEM está de parabéns!...muito bom mesmo.

Bjs